Aguarde...
Terça-feira, 09 de agosto de 2022       /popoeirapoesia

Degustação

Toda forma de amar

Quando as horas depressa se passam
É quando mais queríamos que se atrasassem um pouco
Para que pudéssemos desfrutar os bons momentos
Que nos são proporcionados.

Quando por nada no mundo elas se passam
É quando mais queríamos que elas dessem um salto à frente
Para fugirmos da ansiedade que nos invade
E pouco a pouco nos apresenta à nossa própria fragilidade.

E no ímpeto de querermos viver melhor,
E viver não é mais forte ou diferente de amar,
É preciso antes de mais nada entender

Que não nos é permitido fugir
Pois nos é facultado o viver
Através de toda forma de amar.


Publicação em livros:
1) Painel Brasileiro de Novos Talentos, v.12, publicado em maio de 2001.
2) Simpatia, publicado em julho de 2001.

© direitos autorais registrados: BN, CBL


Fique à vontade para enviar seu comentário.

Nome:
E-mail:
Cidade:
Comentário:

17 visitas desde de de .


Degustação apresenta textos que estão em desenvolvimento e que, portanto, podem ser alterados antes de sua publicação final.




Pó, Poeira, Poesia - um poema diferente por dia...      by Cléber Fontes 2019 © 2022